Rebobina

Rebobina. 5 anos atrás era a mesma coisa. Você continua na mesma roda. Na mesma fossa. Você não se cansa? Você não precisa ser santa. Nem perfeita. Nem saber o que fazer.

É impressionante como as coisas não saem do lugar

As pessoas vão pros mesmos lugares

A night é all black

Ser colorido é uma ofensa

Não dá pra ser mente aberta

Tem que entrar na fila

De gente medíocre

Senão você não faz parte da lista

Você acaba sendo resto

Acaba sendo sexo

Palavras viram lixo

Todo dia é a mesma fita

É riso mesmo se não for engraçado

É abraço forçado

É foto com pose

Diálogo sem retorno

Todo dia o mesmo personagem 

Rebobina

5 anos atrás era a mesma coisa

você continua na mesma roda

Na mesma fossa

Você não se cansa?

Você não precisa ser santa

Nem perfeita

Nem saber o que fazer

A graça é quando o plot twist vem

Sai do lugar

Não seja refém

De gente que nem te conhece

É impressionante como tudo fica preso em instantes

A continuação é pé atrás

É música em looping

A mesma frase durante 3 minutos

Desenvolver é impossível

Ficam no mesmo refrão

Na liquidação do beijão

É ser invisível

É fita quebrada

Estrada que dá pra mesma porta

Rebobina filha

Que triste

Analisa

Que broxante minha amiga

Sai dessa

Pula da janela

Vai de paraquedas

Pela primeira vez na vida

Ana Victoria
InsTAGRAM
Outras histórias